Talvez seja eu o eterno sofrimento.

Published On 03/26/2017 » 377 Views» By Xana Santos » Crónicas, SL

Ouviram-se passos de alguém, o som dos mesmos romperam os meus tormentos.  Um perigoso intervalo separou o meu pensamento da ação. Era um calcorrear distinto com um toque de acidez agreste. Um movimento enfático de cabeça foi a certeza que vinha até mim. O meu olhar adquiriu profundidade, transtornada submeti- me á sua vontade. A sua força impõe-se à minha fraqueza. Adocicou a sua voz para me tocar ao sentimento.
– Quem és tu ! Quem fazes ser? O que queres de mim?
Um bater de portas entre si acordou-me de um pesadelo. Tão real que quase senti a leveza do seu toque, a sua respiração sobre mim. Já é dia embora sombrio e gelado. Não é que fuja de algo, só não quero mais ter a certeza de nada só quero poder adormecer e acordar de novo sem desassossego. O meu quarto gélido revela que não estou sozinha, existe uma energia nesta paredes, um poderoso odor que deixa a minha pele eriçada. Preciso sair daqui!.
A minha voz desvanece sempre que dito uma palavra, estou sem forças, nem sei em que porta devo sair ainda que lá fora o sol convida a caminhar. Ainda aqui estou, parece que sei onde estou mas sinto-me como se aqui não estivesse, jorra do teto longas linhas de lágrimas tão finas que penetram na minha pele como agulhas. Talvez eu seja um eterno sofrimento, um prando sem fim, talvez eu seja uma personagem esquecida de uma história por ai…
Aqui permaneço sem que possa contar um único parágrafo. Confinada a razões ocultas, destroçada pelos próprios pensamentos. No aconchego da noite adormeço sem espreitar o dia longo. São passos pesados, ecoando largos sons de desânimo. É  alguém que insiste em rasgar essa escuridão que cobre os meus olhos.
– Porque não olhas para o futuro encarando o presente? – Não é a mim que deves temer mas a ti, fazes dos teus pensamentos o teu proprio abismo! –  Estás condenada ao teu próprio vazio porque não deixas que ninguém entrar. Sabes quem eu sou? A voz do teu subconsciente, aquela mesma voz que convida- te a ires ao encontro da luz, todos os dias. Entro nos teus sonhos com a esperança de um dia poderes acordar do teu próprio pesadelo.
Xana Santos
Share this post
About The Author

Todos nós temos uma historia, vivemos dela, acreditamos nela. A minha história é partilhada aqui convosco. Os meus textos são pedaços do que sinto, em forma de poesia. A escrita é parte de mim, nela posso respirar, posso sorrir, chorar, amar.
Xana santos

Comments are closed.