Viver uma vida de mentiras é viver a vida com medo da realidade.

Published On 03/18/2017 » 646 Views» By Xana Santos » Rumos, Tudo de Mim

 

Não é por acaso que dou por mim a sorrir da ironia da minha vida. Incapaz de rumar contra a maré, debruço-me sobre mim mesma, será que estou a naufragar neste mar melancólico ?
Espero um segundo, tento combater essa ausência de lucidez.
Neste momento preciso de um milagre se possível dois, um para mim e outro para quem não aceita a minha última palavra. Estou aqui, quando podia estar de partida. Uma inquietação faz de mim insegura, prisioneira das minhas escolhas. O dia vai longo e aquela voz dentro de mim insiste em enlouquecer-me. Será que estou enganada? É o que dizem…
Não posso ficar, nada vai ficar bem. As promessas só apenas palavras mágicas, já não acredito na magia! Ela tornou-se no bicho papão.  Por momentos esqueço que tenho de optar em perdoar e prosseguir, ou assumir um papel dramático e levar uma vida de culpa. Dias como esses só apetece desaparecer. Viver uma vida de mentiras é viver com medo da realidade. Uma parte de mim está viciada, a outra, detesta quem sou. Porque não afundar de uma vez por todas, estou farta deste padecer, a maior culpa é minha. A tua é deixares que eu não seja feliz. Uma condição foi-nos incumbida, amar-nos! Isso não foi uma promessa? Os maus dias tornaram-se dias contínuos, olho para mim com pena. Numa outra vida fui alguém melhor do que agora. O sorriso é a máscara perfeita no meio de tanta tristeza. O tempo era suposto ser nosso aliado, não sei se ele esqueceu-se de nós ou fomos nós que esquecemos de o acompanhar. Não posso dizer que não tentei, fui submissa durante uma eternidade à espera que a mudança acontecesse. Era suposto, claramente não fomos o suficiente. E aqui estou a olhar para mim, à espera da resposta. Esqueço que eu é que sou a única que a tem na mão. Procuro a coragem para enfrentar este temporal que se avizinha.
Xana Santos
Share this post
About The Author

Todos nós temos uma historia, vivemos dela, acreditamos nela. A minha história é partilhada aqui convosco. Os meus textos são pedaços do que sinto, em forma de poesia. A escrita é parte de mim, nela posso respirar, posso sorrir, chorar, amar.
Xana santos

Comments are closed.